em Dicas

Quem resiste àquela carinha que os cães e gatos fazem quando desejam alguma guloseima exposta na mesa? Vários tutores enchem seus bichinhos com as gostosuras de Natal, incluindo panetone (de gente), peru e outras carnes temperadas, frutas frescas (como uvas em geral) ou secas que fazem mal aos animais (especialmente uvas passas), entre outras coisas presentes nas casas nessa época do ano.

Mas presentear os animais, nem que seja com alguns pedacinhos da ceia natalina ou do réveillon, pode gerar sérias consequências ligadas à intoxicação. Por isso é muito importante orientar toda a família a não ceder aos “pidões” de plantão.

É fundamental alertar, principalmente, as crianças que participam das ceias porque elas são as que mais querem agradar os bichinhos.

Saiba que tem como, de forma simples, propiciar aos animais uma ceia saudável e segura. Deixe na mesa um pratinho feito especialmente para eles, com algum petisco favorito deles, panetone próprio para cachorro, alguma carne que eles já estejam acostumados a comer sem tempero e alimentos como banana, mamão e cenoura cortadinhos, caso eles gostem.  E à medida que eles implorarem por alguma coisa, dê aquilo que possam comer e em pequena quantidade, é claro.

Vale destacar que alguns dos alimentos mais tóxicos para cães e gatos são o alho e a cebola, presentes no tempero de praticamente todas as carnes brancas ou vermelhas.

Até mesmo atum em lata, que muitos gatos adoram, só é seguro se for ao natural, sem óleo ou caldo vegetal. Embora para os humanos a cebola e o alho sejam alimentos saudáveis, eles possuem substâncias que nos cães e gatos podem levar à destruição de glóbulos vermelhos.

Carnes exóticas ou que nunca foram oferecidas antes aos animais da casa devem continuar passando longe deles. Outro perigo é oferecer ossos cozidos de aves que podem até perfurar o estômago ou intestino dos animais. Aliás, os restos da ceia, cheia desses ossos, devem ser muito bem embalados num lixo que fique longe do alcance dos animais. Aquela suculenta farofa temperada e a maionese são outros alimentos proibidos para eles.

O panetone é uma massa fermentada que, devido à presença da levedura, pode produzir muitos gases, gerar vômitos e dor abdominal.  Além disso, o panetone tem uvas passas e alguns são recheados com gotas de chocolate. Uma bomba perfeita! O chocolate pode conter cafeína e teobromina – substância que pode provocar alergias, arritmias, convulsões, aumento da pressão arterial e consequências graves. Chocolate nem pensar!

Muito cuidado com sementes de frutas que possam cair no chão, especialmente semente de maçã (que contém cianeto e é muito tóxica para os animais) e de romã (fruta muito típica dessa época cuja digestão é demorada e pode causar bastante desconforto para os animais). Até o abacate não tem nada de inocente porque possui uma substância chamada persina que também é tóxica para os peludos.

Quem gosta de rabanada levanta a pata!

Os gatos, em geral, não são muito interessados em alimentos doces, mas muitos cães amam guloseimas como a rabanada (espécie de pão frito com canela e açúcar), muito tradicional no Natal. Não se deve dar doce e muito menos doce frito para os cães e gatos por conta da gordura e do açúcar.

Nozes e macadâmias são outras estrelas natalinas que as pessoas adoram servir no Natal e Ano Novo, mas alguns animais são alérgicos a esses produtos. Sobre bebida alcóolica nem é preciso mencionar. Não permita nem uma lambidinha de leve. Coloque água bem fresquinha numa taça caso queira brindar com seu cãozinho ou gatinho.

E uma última recomendação: procure não colocar as comidas em mesas baixinhas de fácil acesso a cães e gatos e, se notar alguma diferença no comportamento de seu animal no dia seguinte da ceia como vômitos, diarreia e notável indisposição, ele pode ter comido algo que não fez bem. Observe bem e havendo necessidade de uma intervenção, não faça nada por conta própria. Leve a um veterinário de plantão nesse período de festas.

Postagens Recomendadas
Mostrando 2 comentários
  • ROBERTO BLATT
    Responder

    importantíssima informação! As pessoas erram!

  • Vera lucia
    Responder

    Que absurdo, saber que realmente acontece isso e quase sempre. E intoxicar os bichinhos, um grande alerta a todos, muito bem explicado. Vou passar para amigos.

Deixe uma resposta para Vera lucia Cancelar resposta

× Como posso te ajudar?