em Acupuntura

Assim como temos as famosas dores na coluna conforme a idade avança, os animais também sofrem com degeneração dos discos intervertebrais e, inclusive, podem ter um problema semelhante ao bico de papagaio que ocorre nos humanos. A acupuntura é o melhor tratamento para esses tipos de dores e também auxilia na artrose e artrite.

Kevin (foto de abertura), de 9 anos, por exemplo, trata da hérnia de disco fazendo acupuntura a cada 15 dias ou semanalmente quando apresenta um quadro maior de dor: “A sessão dura em torno de 1h e a maioria dos animais fica relaxada, chegando até a dormir”, conta a veterinária Viviane Reis, da Clínica Integrativa Pet, localizada no bairro de Perdizes, em SP.

Ela explica que os animais com doenças genéticas como displasia coxofemural (que ocorre em cães, principalmente de raças grandes como golden, labrador e rottweiler) e hemivértebras (comum em Buldogue inglês) também respondem muito bem à acupuntura.

Viviane trabalha com Medicina Veterinária Integrativa, que une alopatia com terapias complementares como homeopatia e fitoterapia, entre outras. “Para um acupunturista é importante saber a respeito do estado emocional do seu paciente, do seu estado físico, do ambiente que ele vive, da sua alimentação, avaliar seu pulso e sua língua. Ou seja, uma avaliação completa para identificar o foco do problema”, comenta.

A partir dessa “consulta integrativa”, Viviane prescreve um tratamento mais abrangente já que, segundo ela, “a doença se instala quando há desequilíbrio em um ou mais fatores que envolvem o animal”.

É nessa análise mais profunda, enxergando o paciente como um “todo” e não em “partes”, que a veterinária consegue definir as melhores terapias:  “Além da acupuntura, dependendo do caso, também incluo outros tratamentos como a moxabustão, uma espécie de acupuntura térmica feita com bastão de Artemisia que gera calor e tem ação antiinflamatória. Posso ainda incluir numa sessão de acupuntura terapia eletromagnética, eletroterapia, laserterapia e/ ou ozonioterapia”, relata a Médica Veterinária.

Outra técnica utilizada é a hemopuntura, onde é retirado sangue do animal e injetado nos pontos de acupuntura. “Isso é muito bom principalmente para animais que estão fazendo quimioterapia, com problemas de pele ou se recuperando de uma anemia”, diz.

Vale ressaltar que a acupuntura não tem contraindicações, mas exige um cuidado especial em animais que têm tumor na coluna, devendo-se evitar de agulhar diretamente neste ponto. Nos animais gestantes também há um cuidado especial.

 

Acupuntura dói?

“Ao contrário do que muitos acreditam, a acupuntura na maioria das vezes é indolor. Apenas em alguns casos, quando a agulha é inserida em um ponto de dor, o animal pode sentir um leve incômodo, mas que logo é substituído por uma sensação de alívio e relaxamento”, comenta Viviane.

Mas como tratar com acupuntura animais bravos, ariscos ou agitados?

“Nesses casos é preciso aplicar pouco agulhamento para os animais irem se acostumando. Quando não se acostumam podemos substituir a acupuntura pela laserpuntura que é a utilização do laser nos pontos de acupuntura e que também costuma dar uma boa resposta contra a dor”, explica a veterinária.

A acupuntura é uma técnica milenar e faz parte da Medicina Tradicional Chinesa. São estimulados pontos específicos, denominados acupontos, com agulhas finas. A prática libera  neurotransmissores que ajudam a combater a dor, além de promover o reequilíbrio energético do organismo.

A acupuntura pode ser utilizada também em problemas respiratórios, neurológicos, digestivos, dermatológicos, oncológicos e até mesmo comportamentais como estresse e depressão.

Viviane Reis é formada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Lavras, especializada em Homeopatia Veterinária pelo HD Science, em Acupuntura Veterinária pelo Instituto Bioethicus e pós-graduada em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais pelo Equalis.

A Clínica Integrativa Pet fica na Rua Ministro Gastão Mesquita, 443, Perdizes (SP). Telefone (11) 9 9424-4286. Site www.integrativapet.com.br

Instagram: https://www.instagram.com/integrativapet/

 

Postagens Recomendadas
Mostrando 6 comentários
  • Rosemary polycarpo
    Responder

    Com certeza….. esse método é maravilhoso e traz muitos benefícios para nossos pets……. 👍🏼👍🏼

  • Vera
    Responder

    Toda As terapias muito bem esclarecidas e é esse conjunto de Ótimas opções que a gente pode escolher para tratar nosso bichinho. Gostei

    • Lívia de Freitas
      Responder

      Obrigada pelos esclarecimentos. Tenho um cachorrinho de porte grande. Por enquanto não apresentou nenhum sintoma de dor. Mas confio muito na acupuntura. Achei muito interessante a opção do uso do laser para cães mais inquietos . Outras técnicas usadas como a hemopuntura , para mim uma novidade, muito interessante pois possibilita poder argumentar com o veterinário formas de tratamento

  • Soraia
    Responder

    Muito boa e esclarecedora matéria.

    • Raquel
      Responder

      Muito bom saber que existem diversos tratamentos para proporcionar melhor qualidade de vida para os animais.

  • Elaine A P Abrahão
    Responder

    Olá, a acupuntura é um excelente tratamento não só para humanos como para patudinhos!
    Como disse, sou suspeitar em elogiar porque além de ser acupunturista, trato minha filha cachorrinha com acupuntura. Ela tem artrose na coluna e com o tratamento continuo, caminhadas e alimentação balanceada nunca mais teve crises de dor.
    Todos que precisarem tratada seus filhos patudos podem confiar de olhos fechados e claro, procurando um bom profissional.

Deixe uma resposta para Lívia de Freitas Cancelar resposta

× Como posso te ajudar?