em Tratamentos

Com uma terapia não invasiva, de fácil administração e boa aceitação entre os pets, cada vez mais a Homeopatia tem conquistado espaço nos consultórios veterinários. As abrangentes indicações da Homeopatia para problemas físicos e comportamentais, incluem seu uso até mesmo no tratamento complementar de todo tipo de câncer que afeta cães e gatos, amenizando, por exemplo, os efeitos colaterais da quimioterapia.

Os remédios homeopáticos são feitos com substâncias dos reinos animal, vegetal e mineral e a Homeopatia foi a primeira especialidade médico-veterinária a ser reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) do Brasil, em 2000.

É um tratamento que pode ser usado tanto em caráter preventivo quanto curativo e que começa a agir assim que entra no organismo. Por isso, dependendo de cada caso, principalmente nos quadros agudos, pode gerar efeitos visíveis em questão de segundos. Para as doenças crônicas, devido ao próprio longo tempo em que o mal está instalado, o efeito pode ser mais demorado.

Aliás, isso acontece também na alopatia: doenças crônicas são tratadas por toda a vida do paciente, enquanto que os quadros agudos requerem uma medicação de efeito mais imediato. A diferença é que a homeopatia vai mais fundo porque não trata apenas os sintomas, mas o animalzinho por inteiro, de dentro para fora, estimulando o sistema imunológico e promovendo equilíbrio emocional que é a raiz da maior parte dos problemas físicos.

Alguns casos

No caso da gatinha Dianna (foto), de SP por exemplo, que aos 16 anos começou repentinamente a demonstrar alterações cognitivas, pode-se dizer que o efeito da homeopatia foi imediato. Ao longo de três dias ela começou a perambular pela casa sem parar e durante à noite e madrugada soltava miados estridentes sem qualquer motivo aparente. Além disso, também apresentou enrijecimento do pescoço.

“Entramos com homeopatia específica para alterações cognitivas e neurais por meio de glóbulos diluídos no sachê. Uma grande vantagem da medicação homeopática é, aliás, sua administração simples, pois, a medicação, sem sabor, pode ser dada nas formas líquida ou glóbulos podendo ser misturada em água ou comida”, explica a veterinária Viviane Reis, da Clínica Integrativa Pet, de SP.

Na mesma noite em que Dianna iniciou o tratamento, ela deixou de miar a madrugada toda e, no dia seguinte, já não teve mais as caminhadas compulsivas pela casa e nem outras alterações. A gatinha segue com o tratamento cuja administração é bastante sutil: três glóbulos pela manhã e três à noite misturados em seu patê preferido.

Outro exemplo é a gata Chiquinha, que passou 11 anos antissocial: demonstrava medo excessivo de tudo e de todos.  Foram muitas tentativas de tratamento para ajudar Chiquinha a relaxar um pouco e desfrutar melhor sua vida, mas nada funcionou. Até que, recentemente, um remédio homeopático mudou totalmente a postura medrosa da gatinha. O efeito da medicação se constatou depois de apenas uma semana de administração.

“Desde bebê era apavorada provavelmente por conta de algum trauma. Morria de medo dos outros gatos da casa e vivia sempre no alto dos arranhadores (foto), em estado de alerta. Ela não conseguia relaxar nunca. Mas no momento que acertamos a medicação homeopática ela passou a conviver muito bem com seus irmãos felinos”, conta a veterinária.

A Homeopatia, a exemplo de outras terapias complementares como a Acupuntura e a Ozonioterapia, faz parte dos tratamentos oferecidos pela Medicina Veterinária Integrativa, na qual a veterinária se especializou e onde tem colhido excelente resultados:

“Para chegar a um tratamento mais preciso fazemos uma análise minuciosa da personalidade do pet, seu comportamento, rotina, alimentação, ambiente em que vive e com quem vive. Tratamos o bichinho como um todo levando em consideração suas emoções. As terapias complementares não tratam apenas os sintomas, mas a origem desses sintomas”.

 

Postagens Recomendadas
Mostrando 6 comentários
  • Rosemary
    Responder

    Quanto mais alternativas de tratamento, mais esperança de cura! Excelente!❤️❤️🥰👍🏼

  • Vera lucia
    Responder

    Excelentes tratamentos, bom saber que resistem muitas alternativas para ajudar nossos bichinhos.

  • Hellen
    Responder

    Eu sou adepta da homeopatia há alguns anos e para mim funciona muito bem. Adoraria experimentar em meus gatinhos , pois tbm tenho caso de uma gatinha que é muito medrosa e quem sabe possa ajudá-la. Me interessei muito pelos relatos de tratamento. Grata pelo compartilhamento !

    • Karina
      Responder

      Poxa, que pena eu estar tão longe, acho que meus cachorros poderiam usufruir de alguns tratamentos homeopáticos. Vou ver se aqui na África do Sul temos algo parecido. Abraços!

  • Rita Martins
    Responder

    O homeopatia é uma excelente alternativa para doenças crônicas.

  • Heloisa Cleff
    Responder

    Já usei homeopatia para prevençao de pulgas e carrapatos nos meus cães e gatos e foi excelente!

Deixe um Comentário

× Como posso te ajudar?