em Dicas

Os tutores de cães e gatos têm muitas dúvidas com relação as plantas venenosas que muitas vezes podem ser fatais para os animais. De fato, todo cuidado é pouco. Plantas tóxicas podem causar desde uma irritação na mucosa oral ou do esôfago até consequências bem mais graves.

Mas por outro lado é possível ter um belo jardim em casa, repleto de ervas aromáticas e flores inofensivas para os amados peludos.

Em primeiro lugar é preciso saber o que não se deve cultivar de jeito nenhum no jardim e nem ter dentro de casa em locais de fácil acesso aos animais.

Anote o que se deve evitar: cebolinha, arruda, arnica, hibisco, begônia, dama-da-noite,  espirradeira, samambaia, jiboia, fícus, orquídea, lírio, tulipa, sempre-viva, jacinto, visco, beladona, coroa-de-cristo, pata-de-elefante, comigo-ninguém-pode, espada-de-são-jorge e costela-de-adão.

Geralmente as flores de cor vermelha, atraentes e muito decorativas, são naturalmente tóxicas como a bico-de-papagaio, azalea e antúrio. Muito cuidado com a copo-de-leite que libera oxalato de cálcio e saponinas, duas substâncias extremamente tóxicas para animais domésticos.

E atenção: as mamonas costumam crescer espontaneamente em muitos jardins, mas devem ser arrancadas porque também oferecem perigo. A ricina, toxina presente nas folhas e sementes das mamonas, pode causar muito mal aos animais.

Violetas e a popular “Flor da Fortuna” (Kalanchoe), que muita gente adora colocar nas janelas, devem ser mantidas longe dos animais. Já grande parte das chamadas “suculentas”, que também se desenvolvem bem nas janelas, não são perigosas.

Cultive um  jardim “saboroso”

Diante de uma lista tão grande de plantas perigosas, pode parecer improvável manter um jardim vistoso quando se tem animais em casa mas, na verdade, a lista do que se pode plantar, com benefícios tanto para humanos quanto para animais domésticos, também é grande.

Anote o que está liberado, seja para plantar em jardim ou em vasos dentro de casa: camomila, erva-cidreira, alecrim, lavanda, orégano, clorofila, manjericão, manjerona, sálvia, salsa, capim-limão, tomilho e valeriana.

Destaque para o cultivo de alface e hortelã. O primeiro tem vitaminas, fibras e proteínas. Já o hortelã desperta o olfato e também tem vitaminas importantes.

Além de vários temperos fresquinhos para se usar na culinária e folhas com as quais se pode fazer saborosos chás caseiros, os cães e gatos podem se divertir com esse cultivo aromático e saudável.

O milho de pipoca e grãos como de aveia, centeio, trigo e alpiste podem render umas graminhas que os gatos adoram, mas nada supera o “catnip” conhecida como “erva-do-gato” que é bem fácil de plantar.

Alguns tutores observam que a erva-do-gato (Nepeta cataria) provoca uma euforia seguida de relaxamento. A nepetalactona, substância encontrada na composição da planta, segundo alguns estudos, parece ser a responsável por estimular os neurônios sensoriais dos bichanos. O resultado é o gato esfregando-se efusivamente na planta e a mordiscando como num estado de êxtase. No entanto, nem todo gato reage assim ao catnip. Vários nem ligam!

E o que pode existir de mais gracioso para embelezar a casa sem colocar os animais em risco? Aqui vai a dica: os girassóis deixam qualquer lar com “ar” de casa de campo e são inofensivos. E vale sugerir uma “estrela” na decoração de ambientes internos e externos:  a palmeira areca-bambu que pode ser usada à vontade.

 

 

 

Postagens Recomendadas
Mostrando 2 comentários
  • Rosemary polycarpo
    Responder

    Precisava saber muito de tudo isso!… vou tomar mais cuidados…👍🏼👍🏼

  • Vera lucia
    Responder

    Que bom saber dessas plantas que podemos ter em casa e que não fazem mal aos pets. Todas são ótimas, bom saber .. melhor é cultivar .

Deixe um Comentário

× Como posso te ajudar?