em Tratamentos

Titi, que sofria com falta de apetite e diarreia, entre outros sintomas, teve o diagnóstico de DII – Doença Inflamatória Intestinal confirmado por meio de biópsia. Infelizmente, essa enfermidade está cada vez mais frequente entre os pequenos felinos e, embora suspeite-se de algumas causas, ainda pouco se pode afirmar sobre o que realmente leva ao desenvolvimento da doença.

No entanto, tratamentos eficientes já existem e Titi é um exemplo dos bons resultados que podem ser obtidos combinando-se medicina veterinária convencional com a integrativa.  Além das medicações alopáticas prescritas por uma gastroenterologista, Titi tem sido tratado com terapias complementares.

“Logo começamos com Ozonioterapia retal e acupuntura. Vimos um início de melhora no quadro de inapetência e diarreia. Sabendo que o quadro poderia melhorar ainda mais começamos tratamento com homeopatia conjuntamente. Após o início da homeopatia o Titi já não teve mais diarreia”, explica a veterinária Viviane Reis da Clínica Integrativa Pet, de SP (Perdizes).

No momento Titi já está tendo qualidade de vida e caminha para uma recuperação plena, mas isso só é possível quando a doença é corretamente tratada, e o quanto antes, para não desencadear problemas mais graves. Diarreias, vômitos (que podem levar à desidratação) e perda de peso são os sintomas mais visíveis decorrentes da DII. Letargia e flatulência são também comuns nessa doença.

O emagrecimento acontece devido à má absorção de alimentos provocada por uma inflamação na mucosa do intestino. A inflamação pode ter curta duração no início, mas ir se tornando crônica e estendendo-se por longos períodos. Dentre os possíveis fatores que podem provocar a DII (ainda em estudo) estão hipersensibilidade alimentar, genética, defeitos na permeabilidade gastrointestinal e causas imunomediadas (quando o sistema imune ataca o próprio corpo causando doenças e infecções).

O ultrassom pode dar um indício da alteração intestinal, mas o diagnóstico definitivo é feito apenas através de biópsia. Exame de fezes é sempre recomendado para descartar se os sintomas não são decorrentes de vermes. E exames de sangue bem detalhados são essenciais para descartar outras doenças e ter uma visão geral da saúde do bichinho.

Além do tratamento alopático, que pode vir a ser necessário para conter vômitos e diarreias num primeiro momento de crise, é importante o cuidado com a dieta, muitas vezes a base de rações gastrointestinais ou hipoalergênicas, ou uma alimentação natural e com nutracêuticos devidamente receitada por um veterinário. O uso de prebióticos e probióticos também confere benefícios no caso de DII.

Na dieta devem ser inclusos nutrientes que compensem a má absorção dos alimentos e, nesse caso, a cobalamina (vitamina B12) costuma ser um composto importante e com bons resultados dentro de alguns dias de administração.  A B12 é uma vitamina hidrossolúvel indispensável para o funcionamento de muitas reações bioquímicas e enzimáticas do organismo, mas nos gatos com DII seu tempo no organismo fica bastante reduzido sendo necessária a reposição via oral ou injetável. Portanto, além de repensar a nutrição de seus gatinhos com muito cuidado e sempre com a orientação de um veterinário, os tutores podem também recorrer a terapias complementares com excelentes resultados.

Postagens Recomendadas
Mostrando 6 comentários
  • Karina
    Responder

    Que gracinha o Tito! E que bom que já está encaminhado para a plena recuperação! Parabéns pelo trabalho mais uma vez!

    • Lívia de Freitas
      Responder

      Como é bom poder saber que existe a possibilidade de tratamento eficaz , profissionais comprometidos em melhorar a saúde e a qualidade de vida dos nossos queridos amiguinhos.
      Grata

  • Rosemary polycarpo
    Responder

    Mais esperanças de cura… maneiras novas de tratar nossos bichanos , com doenças de difíceis solução.. com certeza sempre é bom ficar atento .👍🏼

  • Vera lucia
    Responder

    Nossa que tratamento importantíssimo, para a recuperação de doenças complicadas . Ponto para os nossos amados bichinhos .

  • Hellen
    Responder

    Fico sempre muito feliz quando vejo profissionais empenhados em melhorar a qualidade de vida dos animaizinhos, e esses tratamentos vem ilustrar muito bem todo esse esforço! Ah, o Titi é um fofo!!!

  • Camis
    Responder

    Que lindo o Titi!! Fiquei feliz que está se recuperando. Já me preocupei com meus gatos nesse sentido e vou prestar mais atenção. Obrigada!

Deixe um Comentário

× Como posso te ajudar?